15/08/2009

Eu quero...



Eu queria...

Eu ando naqueles momentos... pensando em tudo, refletindo sobre tudo, pensamentos que nem Freud explica, ou talvez explica... Exagero? Não sei...

Eu passei horas do meu dia fazendo uma análise de várias coisas da minha vida... Enquanto isso eu olhava minhas fotos e só via defeitos, quando todos só vêem qualidades em mim. O q há de errado?

Por que eu sinto tanta necessidade de conversar com alguém? Por que eu choro com tanta facilidade? Por que às vezes eu me sinto tão carente mesmo rodeada de pessoas? Por que as coisas na minha vida acontecem com tanta intensidade? Por que quando eu acho q alguma coisa vai dá certo, algo sempre atrapalha? Por às vezes eu penso que nada dá certo pra mim? Por que as coisas pra mim têm q ser tudo tanto ou tudo nada? Por que sinto tanta saudade de alguém? Por que desejo tanto um amor?

O amor... esse não conspira muito a meu favor....o amor...


Eu queria um amor, mas não qualquer amor,eu queria O AMOR,entende? Tipo o meu... que se entrega de corpo e alma.

Espero pelo homem que me beije na boca com muito amor, mas que também me beije na testa com muito respeito.

Eu queria encontrar um homem que ao invés de gostosa, me chamasse de linda, mas não superficialmente.
Que me ligasse de volta quando eu desligar, só pra dizer que me adora e que já ta com saudade.

Um homem que permaneça acordado, depois de uma noite de amor, só para me observar dormindo e até me acorde com um sorriso.

Que me ache à mulher mais bonita do mundo mesmo quando eu estou sem nenhuma maquiagem nem de escova no cabelo e que insista em me segurar pela cintura. Que queira me mostrar pra todo mundo mesmo quando eu estou suando.
Aquele que me lembre constantemente o quanto ele se preocupa comigo nos momentos bons e ruins, que lembre o quanto sortudo ele é por estar ao meu lado. Espero por aquele que esperará por mim. Um homem que segure minha mão na frente dos amigos. Espero por aquele que vire para os amigos e diga “É ela!”

Putz... como sou exigente! Mas é isso que espero... e não é um príncipe dos contos de fada, mas alguém com quem eu me sinta amada... um dia encontro... há de existir em algum lugar.

Eu não tenho namorado, prefiro a modinha do “ficar”, mas às vezes eu sinto falta de namorar... Aí eu acho q não daria certo, por quê? Porque eu sempre tenho medo de me decepcionar, e quando aparece alguém, então me pergunto, será q vai ser diferente dessa vez ou não? Como saber sem arriscar...

Eu queria correr o risco, por mais q isso me custasse uns momentos de choro ou de risos depois q tudo passar... Afinal tudo passa inclusive os momentos mais difíceis q parecem intermináveis.

Na verdade... Eu quero...

Nenhum comentário:

Postar um comentário