16 de set de 2009

Solidão!!!



Por mais que eu goste muito da minha companhia, de vez em quando certas sensações são inevitáveis. Lamentáveis, mas existem.

Um gosto amargo na boca, um aperto estranho no peito, um estar meio sem jeito diante de certas imagens. Olhar para certas pessoas e imaginar.. miragens!

Uma vontade de abraçar, de estar junto em silêncio; de sentir o gosto de uma boa conversa, de expor meu pensamento, de compartilhar sentimentos.

Um desejo meio contido de sentir um outro ser humano por perto, trocando impressões, emoções, afetos e ensaiando trejeitos. Uma necessidade macro de não se sentir como uma peça fora do tabuleiro. De sentir que há outro cheiro, que não seja o meu.

Por mais que eu goste da minha companhia, às vezes é inevitável sentir o peito oprimido. Buscar nas pessoas que passam por mim, um rosto desconhecido que se identifique com essa procura.

São sintomas inevitáveis: essa secura na boca; essa umidade no olhar; essa falta que faz ter alguém pra dar um "oi", pra dizer um "talvez", ou até mesmo dar um "não".

Por mais que eu goste da minha companhia, é inevitável experimentar esse gosto de fel que tem a solidão.

E hoje ela está aqui comigo, não vai embora, parece que está gostando de ficar. Vou fechar meus olhos, torcendo para que quando o dia nascer amanhã, ela já tenha partido, ido buscar... outro lugar!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário